24 setembro 2011

Não gritem comigo

O medo gritou: desiste agora, esquece, não adianta, tu nunca vais conseguir, é perigoso demais.
A coragem sussurrou: Vamos, nós podemos sim.
Eu decidi: Desculpa medo, mas eu não gosto quando gritam comigo.

4 comentários:

catarina disse...

desculpa não te ter respondido antes princesa :(
Nem tive disposição para vir cá, nunca pensei ...
é surreal de mais --'

catarina disse...

pois foi querida, e ainda bem !
eu vi o jogo na tvi

catarina disse...

este ano o campeonato está mais competitivo, parece .

Francisca disse...

Gostei, gostei ;)